Cofinanciado por:
Compete Logo Portugal 2020 Logo União Europeia Logo
Caso deseje ver outras regiões, seleccione abaixo

Alentejo, um destino de Cycling e de Walking


Na região mais vasta de Portugal, com uma área superior a 31.000km2 e abrangendo mais de um terço do país, a diversidade da natureza, paisagens, património, aliada a um clima de pouca pluviosidade e quase 3000 horas de sol por ano são atrativos a descobrir. Convidamo-lo a explorar o Alentejo pela rede de percursos cicláveis e pedestres que esta região oferece.

No interior, a rede de percursos pedestres Alentejo Feel Nature, no nordeste da região, abrange o Parque Natural da Serra de São Mamede, único ponto acima dos 1000 metros de altitude, e o Geopark Naturtejo, toda uma zona de montanha com um clima temperado, paisagens de sobreiros, olivais, rios e ribeiras, pontuada por monumentos pré-históricos, cidades romanas, castelos medievais e pequenas aldeias. Esta rede conta com 30 percursos de pequena rota e 3 de grande rota, que totalizam 435km e permitem a experiência do melhor que este Alentejo mais verde oferece.

A sul, ao longo da fronteira com Espanha, a rede TransAlentejo Alqueva está implantada na zona de influência do rio Guadiana e da grande albufeira de Alqueva, uma região de paisagens onduladas, grandes propriedades agrícolas e uma riquíssima biodiversidade. Estes 11 pequenos percursos pedestres, totalizando 159km de trilhos, representam bem o Alentejo de vastos horizontes, de olivais e vinhas, de pastagens que os rebanhos enchem com o som dos chocalhos, da brancura das vilas e dos montes caiados, e da luz única do Sul.

A oeste, encante-se com a Rota Vicentina: o Trilho dos Pescadores, exigente e exclusivamente pedestre, segue junto ao mar ao longo de 120 kms, entre Porto Covo e Odeceixe (Algarve), acompanhando um dos trechos de costa mais selvagens da Europa, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Aqui encontrará magníficas paisagens de praias rochosas, arribas e pequenos portos pesqueiros e uma enorme e frágil riqueza botânica. Já o Caminho Histórico, com 230 kms, liga Santiago do Cacém ao Cabo de São Vicente (Algarve) por caminhos florestais, vilas e aldeias, e pode ser percorrido a pé ou de BTT. Esta grande rota tem a certificação “Leading Quality Trails – Best of Europe”, da European Ramblers Association, integrando o grupo dos melhores destinos de caminhada na Europa.

Para bicicleta de estrada, acompanhando toda a costa portuguesa, a Eurovelo 1 – Rota da Costa Atlântica tem três secções no Alentejo, que mostram toda a variedade deste litoral: os alcantilados do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, a Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, praias de areais infinitos, arrozais e, finalmente, a Reserva Natural do Estuário do Sado, território de pescadores e de golfinhos.

Com tanta variedade, será difícil escolher a sua viagem e onde começar. Seja qual for a opção irá sempre apreciar o melhor que o Alentejo oferece: a hospitalidade dos alentejanos, a diversidade de paisagens, a riqueza do património, o clima agradável de setembro a maio, a deliciosa gastronomia e os vinhos, e um nível de serviço adaptado a todos os praticantes.

Ver Mais > Ver Menos
Como Chegar
Icon Share Icon Print
Mapa Alentejo

Qual a Rota?

 
 
Não foram encontrados resultados para a pesquisa efetuada. Sugerimos que altere os filtros utilizados.
2
Loading
Carregar Mais
Portuguese Trails
Obrigado!